sexta-feira, 25 de março de 2011

A FOME


que porra!!!

porquê? porque sim! Se alguem cai, levanta-se...

e se não puder? ajudamos!

Tenho andado a confrontar-me

(como o mais vulgar dos mortais)

com o micro e macro. Tanta semalhança!

Esta amostra de mundo

com o qual tenho tido contacto,

não me tem dado alento algum...

por vezes sinto alguma esperança,

mas rápidamente essa transforma-se em mais uma desilusão...

A fasquia é alta?

má percepção e interpretação dos sinais exteriores?

Ver o mundo com olhos de quem quer sonhar

esquecendo-me das realidades?

Não sei.

Mas que mundo tão redundante!!!

QUE PORRA!!! Mover-me,

pensar,

estravazar,

recorrer a diversas técnicas

para esclacer-me e esclarecer...

e o resultado fica sempre aquém.

Raio de condição humana!

discordar por discordar...

Ser dono de um cepticismo drástico?

Não vos entendo

seres bipedes de cariz racional!

Pregais mil e uma carta escrita,

inventais as mais diversas correntes idealistas,

apregoais a moral e o bom senso,

rezais aos mais diversos credos,

mas no entanto,

continuais a ignorar

misérias decorrentes da falta de tudo que vos ensinaram!

Quando não gosto, não como...

mas deixo comer quem gosta

ou quem se esforça para adquirir o direito a comer.

Assim observaria de fora um banquete,

saciando-me nas expressões de satisfação

de quem lá está...

mas não por muito tempo, claro!

que eu também preciso de comer!

A Fome...

essa corrosiva aliada,

impele-me na busca...

nem sempre sabendo o que buscar,

ou pior: não sabendo onde buscar.

Tenho sempre fome!!!

Às vezes até vislumbro a certeza do saciamento,e,

com a maior das cautelas

que as minhas vivencias me ensinaram,

aproximo-me desse vislumbre...

não de forma predativa...

porque essa colide

com o pouco de moral que ainda me sobra....

E quando chego,

nada ou pouco para tanta fome que acompanha!

.......... E se de repente.......

passasse a ser um predador?

.......... sim............

daqueles que

com todas as artimanhas possíveis

rodeia o objecto no qual deposita

toda a sua vontade de saciar, e

com o fardo mínimo de moral atacasse?

Matava a Fome,

matava essa aliada

que me impele para a busca constante...

e não tinha esta sensação de desgaste!

............ balelas...........

esta tendencia para o "humanismo",

ainda que residual,

mora em muitos movimentos predatórios.

Conflito de predadores astutos e predadores esfomeados,

povoam de raiva contida e maldade pura

muitos pensamentos

paralelos, divergentes ou convergentes.

QUE PORRA!!!

Quem me dera que fossem passear a fome

para pastos eternamente virgens!

Assim,

sózinho comigo,

convidaria minha corrosiva aliada

a devorar-me de uma só vez!...

Assim

ficava ela orfã de movimento!!!

QUE SE FODA A FOME!!!


Aindaeu

3 comentários:

São disse...

A fome é coisa que nunca acaba...tal como, infelizmente, a estupidez humana!

Abraço

Ana Tapadas disse...

Na mediocridade em que vivemos...a fome que p*rr* meu amigo!
Excelente,
bj

Amaterasu disse...

fome de não saber o que se quer, mas tendo a ilusão de saber o que não se quer..