quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

ESTRELA

ESTRELA MENINA
QUE NASCE NO CÉU
ENCONTRA NOS OLHOS
A LÁGRIMA CAÍDA
ESTRELA PARTIDA
POISADA NO BREU
NAS MÃOS D'AURORA
AGORA INVISÍVEL
ESTRELA VIAJA
NA MÃO SEGURA
DA MÃE NATUREZA
QUE TE FEZ EM PARTO
ESTRELA REGRESSA
COM BRILHO MADURO
SORRISO PUREZA
DO VALE QUE T'ESPERA
bom natal...

9 comentários:

Ludo Rex disse...

Bonito poema... Bom Natal, dentro do possivel...
Abraços do Sul

Meg disse...

Duarte,
Que encontres a tua estrela... e um Natal tão bom quanto possível.
Para o vale, o meu abraço

poesianopopular disse...

Que se juntem as estrelas
Como a familia virtual
Cá estamos pra recebê-las
Na bela noite de Natal

O meu abraço fraterno.

fotógrafa disse...

Duarte, lindo poema, amigo!
Que a tua estrela esteja sempre brilhando e te inspire na vida...
abraço

utopia das palavras disse...

Bonito quando
nascem estrelas
paridas de natureza
e estrelecem
o nossso
firmamento
de luz e sentido
bem cá dentro
de nós...!

Beijo

Ana Camarra disse...

Duarte

Ela volta, no fundo nunca sai do Vale.

beijos

duarte disse...

ludo
para ti tb.
abraço companheiro

meg
vou fazer por isso...abraço

poesianopopular
estamos...obrigado companheiro
que nunca que falte a musa...
abraço

utopia das palavras
o brilho é esse...
abraço do vale

ana
eu sei...mas pronto...é o meu natal.
abraço

Zorze disse...

Duarte,

Mas que bela poesia!

Que houvesse uma estrela protectora para todos.
Eu gostaria de uma estrela repleta de magia para ter o poder de mudar o mundo, não de lugar, mas de, mentalidade.

Abraço,
Zorze

duarte disse...

zorze
ela existe...e brilha cada vez mais clara , e na simplicidade do seu esplendor existe o renascer...de um dia novo.
abraço companheiro